quarta-feira, novembro 02, 2011

02-11-2011

Dia de Finados.
(coisas que aprendi e refleti hoje...)
É estranho pensar que um dia de recolhimento e quase luto (digo quase porque não deveria ser um luto propriamente dito, já que a morte é apenas uma passagem para a vida eterna) é também um dia de agitação e quase festa (digo quase porque apesar de música, comida e agitação há um motivo que é a morte e para mim é complicado enxergar morte como sinônimo de festa) em outras culturas diferentes da nossa...
Há uma intercessão que é a saudade, seja na tristeza ou na alegria. 
A maneira como entendemos a morte é hoje relembrada ou repensada até. Há quem não quer enxergar que a morte existe e acredita que "renascemos" em outra pessoa (como se Deus fizesse uma reciclagem?). Há quem vive a vida "adoidado" sem querer nem pensar na possibilidade de morte. Há quem tem pavor dela e não aguenta lidar com o perder. Há quem sabe que ela chegará e que a forma como se "leva" a vida hoje te levará para algum lugar depois dela.
De tantas coisas que levam a refletir nesse dia a ideia que fica neste post é que devemos ter um pouco de humildade em reconhecer que estamos no mesmo barco... do pó fomos feitos e ao pó retornaremos.
Fica aí não só uma ideia mas uma missão: Rezar pelas almas que se foram e aguardar a ressurreição dos mortos.

3 comentários:

  1. Passando para conferir seu trabalho. Parabpens!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Fiquei um tempo sem atualizar mas estou voltando com calma...
      Volte sempre para uma visita! =)

      Excluir